terça-feira, 17 de outubro de 2017

“Kelvin – O Vira Lata” encerra a programação infantil do projeto “Plurais de Dança”



Com a encenação gratuita, às 15 horas, do espetáculo “Kelvin, o Vira-Lata”, chega ao fim no dia 25 de outubro a parte infantil do projeto “Plurais de Dança”, que, com apresentações de dança para adultos e crianças, ao longo do mês movimentou a Sala Renée Gumiel, no Complexo Cultural Funarte SP (Alameda Nothmann, 1.058, Campos Elíseos).

Encenado pela Cia. MovMente, o espetáculo ”Kelvin, o Vira-Lata”, conta a história de um cãozinho abandonado procurando um novo lar. De maneira poética e bem humorada, Kelvin se relaciona com a dura realidade das ruas: o lixo, as pulgas, o frio e a falta de comida. Mas, em meio à busca por um dono, o personagem também leva ao público uma mensagem lúdica de amor e esperança, que pode ser compreendida pelos gestos, pelas mímicas e pelas danças mostradas pelo simpático cachorro.

A programação completa do projeto Plurais de Dança – que também conta com espetáculos, oficinas e aulas de dança, bem como performances, intervenções e jam sessions voltadas aos adultos, quese estendem até 29 de outubro – está disponível em http://www.funarte.gov.br/danca/ ehttps://www.facebook.com/bailesolucoesculturais/.

Todas as atividades fazem parte do projeto “Plurais de Dança”, produzido pela Baile Soluções Culturais, produtora com experiência em gestão cultural, e contemplado pela FUNARTE em setembro deste ano no Edital para a ocupação da Sala Reneé Gumiel, que tinha como foco criar diálogos entre atividades culturais.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Blanc 7 faz primeira turnê no Brasil



Depois do grande sucesso na 15ª edição do Anime Friends em julho, o Blanc 7, grupo de K-pop sul-coreano, volta em novembro ao Brasil para uma turnê "BIG PICTURE 2017" 1st TOUR IN BRAZIL: BLANC7” de lançamento do seu primeiro álbum.

Trazida pela Storyvent, a boyband formada por sete integrantes irá fazer shows nas principais capitais brasileiras, onde apresentará sucessos como Yeah, Fire, Reflects The Light, Prism Love, World Wide, Hello, além das músicas do novo trabalho.

Com uma enorme base de fãs, o grupo conquistou os brasileiros pelo seu estilo único e multicolorido, onde o nome Blanc remete a cor branca, resultante da união das sete cores do arco-íris, cada uma representada por um integrante.

Formado por Shinwoo, vocal principal e vermelho, Jean Paul, líder, vocal principal e laranja, Teno, rapper, dançarino e amarelo, D.L., dançarino, vocal e verde, Spax, dançarino, vocal e azul; K-Kid, dançarino, vocal e anil e Taichi. vocal e violeta, a Blanc 7 promete espalhar mais cores pelos nossos palcos e arrebatar novos fãs por aqui.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Espaço Rio Branco oferece workshop gratuito sobre História do Cinema


O Colégio Rio Branco oferece no dia 28​ de outubro, sábado, na Avenida Higienópolis, 996​, das 10h às 14h, o workshop gratuito e aberto ao público “História do Cinema”, ministrado pelo renomado especialista na área, Franthiesco Ballerini.

Essa é mais uma iniciativa de fomento à cultura, ​ao saber​ e ao debate social do projeto Espaço Rio Branco - Cultura & Reflexão, aberto à comunidade​.
O workshop introduz, de forma intensiva, temas como:​

O nascimento do cinema
​- ​O surgimento dos estúdios de Hollywood​- ​As vanguardas francesas dos anos 1930​- O surgimento do cinema moderno com o Neorrealismo Italiano​- ​As propostas inovadoras da Nouvelle Vague francesas
- Os grandes diretores e filmes do cinema contemporâneo.

O evento é gratuito e aberto ao público, a partir de 14 anos. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas pelo site: www.crb.g12.br

​Serviço
Data: 28/10, sábado
Horário: 10h às 14h
Local: 
Av. Higienópolis, 996​
São  Paulo - SP
Aberto/Gratuito ao público
Indicação: Maiores de 14 anos
Inscrições: 
www.crb.g12.br

Sobre o palestrante: Franthiesco Ballerini é mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo. Como jornalista, Ballerini trabalhou durante oito anos no Grupo Estado, onde escreveu em editorias como Cidades, Economia, Cultura e foi editor do caderno Divirta-se. Nos últimos cinco anos exerceu a função de repórter e crítico de cinema; fez reportagens como correspondente internacional em Los Angeles (EUA), Mumbai (Índia), Toronto (Canadá), Cidade do México (México). Foi colunista cultural da Rádio Eldorado durante três anos, no programa Eldorado à Noite, e colaborador de revistas como Bravo, Quem e Contigo! É autor dos livros Diário de Bollywood – Curiosidades e Segredos da Maior Indústria de Cinema do Mundo (2009), Cinema Brasileiro no Século 21 (2012) e Jornalismo Cultural no Século 21 (2015). É produtor e roteirista do documentário Bollyworld (Índia/EUA/Brasil 2009), produtor do curta Legacy (Itália/Brasil 2015), produzido para a Giorgio Armani e com première no 59º BFI London Film Festival, e diretor e roteirista do curta Nome (Brasil 2015), selecionado para o 9º Festival Internacional Cinemúsica de Conservatória (RJ). Atualmente, é colaborador com matérias culturais para a Revista Cult, coordenador geral de cursos livres da Academia Internacional de Cinema, membro votante da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e professor das Faculdades Integradas Rio Branco (FRB).

Anavitória faz show na Casa Natura Musical, na tarde de 12 de outubro


Na quinta, 12 de outubro, feriado e Dia das Crianças, a partir das 15h, na Casa Natura Musical, o duo Anavitória comanda uma tarde dedicada a crianças de as idades, apresentando o show Anavitória canta para pessoas pequenas, pessoas grandes e não pessoas também. Antes e depois do show, as crianças (e seus acompanhantes) poderão participar de algumas atividades recreativas, sempre com muita pipoca e algodão doce.
 
Para esta matinê do Dia das Crianças, a dupla, que é um fenômeno na Internet e que acaba de ser indicada ao Grammy Latino, preparou um repertório sob medida para a ocasião. Além dos próprios sucessos como TrevoChamego Meu eDengo, estarão também no setlist clássicos como Leãozinho (Caetano Veloso) ePirlimpimpim (Moraes Moreira).
 
Nascida em Goiânia, Ana Caetano, 22 anos, foi criada em Araguaína, norte do Tocantins, cidade onde nasceu a estudante de teatro Vitória Falcão, 21 anos. Juntas, formam o duo Anavitória, que virou, em pouco menos de um ano, um verdadeiro fenômeno da música ao conseguir levar a MPB de volta às paradas de sucesso, quebrando a hegemonia do sertanejo e do funk.
 
Logo depois de chamar a atenção de críticos e do grande público com o vídeo da música Singular, que já foi visualizada quase 7 milhões de vezes no Facebook, a dupla lançou um EP com duas músicas autorais, Singular e Chamego, e as releituras Cores (Lorena Chaves) e Tenteentender (Pouca Vogal). O EP foi sucesso imediato nas plataformas digitais.
 
O primeiro álbum da dupla, Anavitória, lançado em 2016 pela Universal Music, recebeu Disco de Ouro pelo grande número de cópias vendidas e a música Agora Eu Quero Ir foi incluída na trilha sonora de Malhação (Rede Globo). Agora, o álbum acaba de receber duas indicações ao Grammy Latino: melhor álbum pop contemporâneo e melhor música, Trevo (Tu), de Ana Caetano e Tiago Iorc.
 
Casa Natura Musical
Inaugurada em maio de 2017, a Casa Natura Musical entra para o mapa cultural de São Paulo como uma das mais charmosas e aconchegantes casas de shows do País. Com total visibilidade de qualquer ponto da plateia, a Casa oferece uma combinação de conforto e qualidade musical, configurando o palco ideal para abrigar nomes consagrados, novos talentos e projetos desenhados a muitas mãos. O acesso por transporte público é fácil, pois a Casa está localizada na rua Artur de Azevedo, no bairro de Pinheiros, entre as estações Fradique Coutinho e Faria Lima do metrô, próxima a linhas de ônibus e ciclovias.
 
O empreendimento soma as credibilidades dos empresários Paulinho Rosa, dono do Canto da Ema, e Edgard Radesca, fundador do Bourbon Street Music Club, à cantora e compositora Vanessa da Mata. Formaram assim a VIVÁ Cultural, empresa proprietária e realizadora do projeto. O patrocínio é da Natura, empresa que há 12 anos destaca-se pela atuação na valorização da produção contemporânea e da identidade musical brasileira por meio do Natura Musical. Uma novidade da casa, inspirada nas lojinhas de museu, é o espaço de experimentação de produtos Natura, com balcões de maquiagem e perfumaria, consultoria de vendedoras especializadas e a opção de compra para entrega em domicílio.
 
Anavitoria - especial Dia das Crianças
Show: Anavitória canta para pessoas pequenas, pessoas grandes e não pessoas também
Quando: quinta, 12 de outubro, às 17h
Abertura da Casa: 15h
Ingressos:
Pista: R$ 60 (crianças), R$ 80 (meia-entrada adultos), R$ 160 (adultos)
A cada 4 ingressos de crianças, 1 ingresso adulto grátis
Livre acesso aos camarotes e bistrôs superiores
Lotação para este show: 710 lugares
Classificação etária: livre
 
Casa Natura Musical
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Horário da bilheteria: todos os dias, das 12h às 20h (dinheiro, CC e cartão de débito)
Vendas de ingressos: Eventim
SAC Eventim: 4003-6860, das 11h às 17h, de segunda a sexta-feira
Vendas para pessoas com deficiência: 4003-6860

PRIMEIRO FIM DE SEMANA DA SP OKTOBERFEST TEVE TUDO O QUE MANDA A TRADIÇÃO: MUITA MÚSICA, COMIDA E BEBIDA



Resultado de imagem para sp oktoberfest

São Paulo, 02 de outubro de 2017 – Os primeiros três dias da São Paulo Oktoberfest foram marcados pela mistura de músicas brasileiras e alemãs que agradaram ao público. Cerca de 30 mil pessoas passaram pelo Anhembi entre sexta, sábado e domingo. Nem a chuva que insistiu em cair no fim de semana diminuiu a animação. A Biertent, parte coberta da festa, passou lotada ao longo de todos os dias.

Foram quase 20 mil pedidos de pratos típicos na área aberta da Oktober, entre pretzels, salsichas, peixe na brasa, linguiças artesanais e doces alemães.  Na tenda interna, 8 mil pratos típicos, como joelho de porco e mix de salsichas. O consumo de chopp superou as expectativas, atingindo mais de 35 mil litros consumidos.

A Oktoberfest dá uma pausa entre hoje e amanhã, e volta na quarta-feira (4). A festa termina no próximo domingo (8). Já estão esgotados os ingressos para alguns setores de sábado, dia do show do Cidade Negra. Restam poucos convites.  Ainda há ingressos para os dias 4 (show da Banda Eva); 5 (show de Péricles); 6 (Melanina Carioca); e 8 (Michel Teló).
Resultado de imagem para sp oktoberfest

SOBRE A SÃO PAULO OKTOBERFEST
Na semana passada o prefeito João Doria rompeu o primeiro barril de chope no Anhembi, como dita a tradição da festa na Alemanha. A festa acontece numa estrutura de 23 mil m² para receber mais de 100 mil pessoas durante oito dias. Os números são grandiosos para atender os visitantes. Serão servidos 90 mil litros de bebidas (75 mil litros só de Chopp) e 40 toneladas de comidas típicas alemãs e brasileiras. Um time de 1,2 mil pessoas já está preparado para atender ao público nos dias da festa. O Anhembi está totalmente ambientado aos moldes da festa de Monique, onde a Oktoberfest foi originalmente criada há mais de 200 anos.

O espaço conta com dois palcos para shows e as áreas BiertentBiergarten Bierpark. O primeiro é a tenda da cerveja, onde são servidos diferentes tipos da bebida, comidas típicas e apresentações musicais. No Biergarten, há mesas ao ar livre onde visitantes podem aproveitar as barracas de alimentos, bebidas e produtos variados, além de curtir apresentação musicais no grande palco. O Bierpark é um parque de diversões com brinquedos como roda-gigante, carrossel e outras opções para toda a família.

“Preparamos uma festa histórica que vai abrir as portas para a alegria dos brasileiros e a empolgação dos alemães. É um evento para toda a família. São Paulo possui uma enorme presença de marcas, entidades e comunidades alemãs que têm contribuído para o crescimento do Brasil”, afirma Walter Cavalheiro, da WGroup, empresa organizadora da São Paulo Oktoberfest.

“Nada melhor do que termos uma Oktoberfest em São Paulo, uma cidade multicultural com fortes raízes alemãs, devido a uma imigração secular e inúmeras empresas aqui estabelecidas, além dos produtos alemães nas prateleiras e nas ruas”, afirma Philipp Schiemer, embaixador da São Paulo Oktoberfest, Presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina.  É bem mais do que um festival de boas cervejas. É uma festa da gastronomia, de música, um encontro de povos, um intercâmbio de histórias, uma festa para todas as idades, repleta de atrações e atividades o dia inteiro”, complementa Schiemer.
Resultado de imagem para sp oktoberfest

Apresentações musicais
Para agitar os oito dias de festa (os dias 02 e 03 estão reservados para manutenção), a produção da São Paulo Oktoberfest selecionou uma mistura de bandas regionais e de alcance nacional, criando um encontro de diferentes estilos musicais.  Michel Teló Cidade Negra farão shows, em dias separados, no palco da Biertent. Assim como Jorge Israel e bandas típicas alemãs.  Para o espaço aberto Biergarten estão programados shows de Melanina Carioca, Pericles, Banda Eva, Mumuzinho, Durval Lelyse vários grupos alemães.

Rótulos de cervejas
Brahma Extra Märzen Lager foi criada especialmente para as edições do evento germânico no Brasil e estreia na versão paulistana da festa. A cerveja tem um tom acobreado, notas maltadas e um teor alcoólico médio de 6%. A bebida estará disponível nas versões long neck e chopp exclusivamente na Biertent.

A festa possui outro rótulo exclusivo de chopp produzido pela cervejaria Germânia. É uma edição especial e limitada para os dias de festa. Os visitantes poderão degustar um clássico chopp pilsen, do estilo Lager Puro Malte, de coloração ouro velho, leve e refrescante, com 5% de teor alcoólico.

Para destacar a clássica variedade de tipos de cerveja no evento, as marcas GooseColoradoSerramalteWäls e Franziskaner também estão disponíveis aos visitantes. Todas elas são encontradas na Biertent.

1º Festival de cervejas artesanais da São Paulo Oktoberfest
No Biergarten acontece o 1º Festival de Microcervejarias Artesanais, com mais de 20 rótulos da bebida.  Estarão presentes as marcas Madalena, Cervejaria Avós, Cervejaria Dádiva, Cervejaria Blumenau, Cervejaria Schornstein, Cervejaria Bamberg, Cervejaria Perro Libre, além da participação do Confrabeer – com as cervejarias Freaktion, Satélite, Drakkar, Bragantina, Guarubier, Caverna, Croma, Synergy, Suméria, Doktor Bräu, Caravan, Heróica, Juan Caloto, Daoravida, Bersi Beer – e do Beer Hub com as cervejarias El Roboto e Urbana.

Gastronomia
O chef alemão Werner Rotzinger é o responsável por assinar as delícias típicas que estarão disponíveis no evento. Ficou a cargo de Werner selecionar os pratos alemães que melhor se adaptam ao paladar do brasileiro, como o Bratwurst, O’bazda, Schweinshaxe e Grillhendel.

Aplicativo
Está disponível na Apple Store e na Play Store o aplicativo da São Paulo Oktoberfest, onde estão reunidas as informações gerais evento. Notificações e pushs avisam os usuários sobre novidades e atrações. O dispositivo também tem um ranking de cervejas artesanais, onde é possível fotografar e escolher uma marca da bebida predileta, pontuar e depois compartilhar com amigos nas redes sociais. O App traz descontos e reúne todos os links da festa, como o da venda de ingressos, roupas e lembranças da Oktoberfest.

Preços especiais    Os visitantes que desejarem desfrutar das atrações na quarta-feira (04.10) e quinta-feira (05.10) contam com lotes de ingressos com preços especiais. Para acesso às áreas ao ar livre da festa, o Biergarten - onde acontecerá o 1º Festival de Cerveja Artesanal e a apresentação de diversas bandas regionais com músicas típicas alemãs - e também ao Bierpark (área de diversões), o valor do ingresso comum individual é de R$ 40,00 (inteira). O ingresso familiar, seja qual for o número de filhos abaixo de 14 anos, terá o valor especial de R$ 60,00. O visitante que for ao evento com traje típico e comprar o ingresso antecipadamente pagará apenas R$ 24,00.

Os ingressos para todos os dias de festa, bem como as informações gerais sobre preços, estão disponíveis no sitewww.ticket360.com.br.  Para outras informações acesse www.facebook.com/saopaulooktoberfest  ouhttps://saopaulooktoberfest.com.br.

Parceria 99  
A 99 Táxi oferecerá descontos para ajudar o público a ir e vir da Oktoberfest. No período do evento, os passageiros terão 25% de desconto ao inserir o cupom SPOF25 no aplicativo, em duas corridas por dia nas categorias táxi e 99POP. Para aqueles que fizerem sua primeira corrida de 99, o desconto será de R$ 20 aplicando o cupom SPOF20. Os benefícios valem para pagamento via cartão de crédito cadastrado no app ou PayPal.

O Anhembi terá um bolsão especial para os motoristas da 99 atenderem as chamadas rapidamente, e os usuários poderão aguardar os carros em um lounge, com conforto e segurança.

Transporte exclusivo
Além das linhas de ônibus que já atendem a região do Parque Anhembi, o público da São Paulo Oktoberfest contará com frota exclusiva para chegar ao evento. A SPTrans disponibilizará ônibus identificados com a logomarca do evento em dois terminais:Barra Funda-Anhembi (linha 879A-10) e Tietê-Anhembi (linha 179A-10), pelo valor da passagem em vigor de R$ 3,80. Os veículos sairão a cada 15 minutos da Barra Funda, e a cada 4 minutos do Tietê, das 12h às 23h.

PatrocíniosA São Paulo Oktoberfest conta com o apoio da Mercedes-Benz, a parceria do programa Smiles, e a GOL como companhia aérea oficial em âmbito nacional. Além deles, Bosch, FlyTour, getnet, Aurora VDI (Associação dos Engenheiros Brasil e Alemanha) também estão apoiando. O evento conta ainda com o apoio institucional da Prefeitura da Cidade de São Paulo e da Câmara da Indústria e Comércio Brasil-Alemanha.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Espetáculo baseado em histórias reais “Brimas” reestreia no Teatro Folha

Espetáculo trata com humor e sensibilidade sobre a imigração e tolerância.


O espetáculo “Brimas” reestreia no Teatro Folha dia 02 de agosto e faz curta temporada em sessões as quartas e quintas-feiras. A peça trata sobre o tema da imigração numa abordagem com muito afeto, risos, emoção e cumplicidade entre as atrizes Beth Zalcman e Simone Kalil e suas personagens.

Através das histórias reais de suas avós, Beth e Simone escreveram a peça para trazer ao palco Ester e Marion. Ambas saíram jovens de seus países de origem, Egito e Líbano, respectivamente, e foram acolhidas no Brasil no início do século passado. As personagens, uma judia e a outra católica maronita, estabelecem uma relação de amizade, convivendo com tolerância e respeito, valorizando a riqueza da diversidade cultural e religiosa de cada uma.

Na peça, as imigrantes revivem suas histórias enquanto cozinham quibes para um velório. O riso, a saudade da família e as memórias do passado se misturam nessa história cheia de emoção e sabedoria. A peça reflete o Brasil que acolhe e mistura as diferentes culturas, independente de nacionalidade ou crença religiosa. É um contraponto à realidade atual em que tantos refugiados no mundo têm suas travessias interrompidas.

A montagem com direção de Luiz Antônio Rocha estreou em novembro de 2015 no Rio de Janeiro, recebendo indicação ao Prêmio Shell na categoria Melhor Texto. Em 2016, reestreou para mais uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro e também fez temporada em São Paulo. A aceitação e identidade com a plateia foram imediatas em todas as temporadas."Muito feliz por ter embarcado nessa viagem, nesse projeto lindo e abençoado. Falamos dos imigrantes que deixam suas pátrias e cruzam o oceano em busca de uma nova pátria. Através do humor falamos dessas travessias”, diz o diretor Luiz Antônio Rocha.

Para a autora e atriz Beth Zalcman, falar de sua avó é falar de identidade construída pelo afeto, pelo cheiro e sabores da comida, pelos gestos, pela voz, pelas histórias vividas e sentidas. “Brimas fala da possibilidade de encontros, de paz, independente de crenças, nesse momento contemporâneo de tanta intolerância”, observa a atriz.

A atriz e autora Simone Kalil diz que o texto mostra a força das matriarcas que representam tantos outros imigrantes. “Essa peça fala do oriente médio e do Brasil. Brimas aborda o que há de mais humano em nós: o amor, a saudade, a família, a fé e a alegria”. As personagens demonstram amor à terra em que nasceram e também orgulho de pertencer à pátria brasileira que as acolheu como filhas.

SINOPSE - “Brimas” retrata a história de milhares de imigrantes que chegaram ao Brasil no inicio do sec. XX através das histórias contadas por Beth e Simone, sobre suas avós.  Esther, judia, nascida no Egito e Marion, católica maronita, vinda do Líbano, fazem comida para fora e revivem suas histórias de vida enquanto cozinham quibes para um velório. Usando o humor como tempero, o público vai descobrindo a cultura do oriente médio e a coragem dessas matriarcas inseparáveis que fazem da cozinha um verdadeiro território de paz e amizade.

SOBRE AS AUTORAS E ATRIZES

Beth Zalcman é atriz, cantora e preparadora de elenco.
Autora e atriz da peça “Brimas”, recebeu indicação ao Prêmio Shell de Melhor Texto em 2015. Ainda no teatro seus trabalhos mais recentes são: “Boa Noite Mãe” texto premiado de Marsha Norman e direção de Hugo Moss (2015), “As Polacas , Flores do Lodo” com texto e direção de João das Neves (Prêmio Miriam Muniz 2012/2013). Também atuou em “Theatro Musical Brasileiro” (direção de Fábio Pillar, 1987), “Faces, o Musical” (direção de Amir Haddad, 1986); “Ensaio nº 1”  (direção de Bia Lessa, 1984) e “A Terra dos Meninos Pelados” (direção de Bia Lessa e Tonico Pereira, 1983).
Na TV. integrou os elencos das novelas “Insensato Coração” e “Joia Rara” na TV Globo e de “Conselho Tutelar” e “Milagres de Jesus” na TV Record, além de “Floradas na Serra” na TV Manchete. Fez inúmeras participações em novelas, como, “Velho Chico” e “Laços de Família”, da TV Globo.
No cinema acaba interpretar D. Marisa Letícia no longa-metragem “Polícia Federal, a Lei é Para Todos” com direção de Marcelo Antunez; integrou o elenco do longa-metragem “Solteiras Quase Surtando” ainda inédito, de Mina Necessian (2016), um coprodução Brasil e EUA. Protagonizou a série também inédita “Pesadelos Urbanos” e atuou nos longas  “O Peregrino, História de Paulo Coelho”, de Sergio Rezende,  e "História Íntimas" de Julio Lellis, vencedor pelo júri popular no Festival de Cinema Brasileiro de Los Angeles (2015).
Em 2011 realizou seu show solo “Lado B” com direção de Luiz Antônio Rocha e Breno Pessurno e Integrou a banda “O Que é Que Tem Dentro?.
Com sua Cia "Mímica em Trânsito" (www.mimicaemtransito.com.br) cria espetáculos inéditos para campanhas e projetos corporativos e culturais desde 1995, com atuação no Brasil e exterior (EUA, China, Tailândia, Dinamarca, etc).
Treinada na técnica de Michael Chekhov desde 2012, participou do 15ª Annual International Michael Chekhov Woskshop and Festival- New London- Nova York em 2014,  além de  Master Class com Lenard Petit, diretor do Michael Chekhov Acting Studio (Nova York).
Simone Kalil é autora e atriz da peça “Brimas”, que lhe rendeu  indicação ao Prêmio Shell de Melhor Texto em 2015.
Formada pela CAL - Casa das Artes de Laranjeiras -, bacharel em Direção Teatral pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e mestre em Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro.
De 2013 a 2015 esteve em cartaz com o monólogo “Morde!”, peça  inspirada em livro homônimo, ambos de sua autoria. A montagem teve direção de Alexandre Regis.
“A Árvore dos Mamulengos”, de Vital Santos, sob sua direção, recebeu um total de 21 prêmios e indicações, incluindo exposição dos figurinos no World Stage Design em 2008 na Coreia do Sul. Escreveu e dirigiu o musical infantil “Caixa de Ferramentas”, em cartaz no Centro Cultural da Justiça Federal.
Fez participação no filme “A Dona da História”, de Daniel Filho, na minissérie “Dois Irmãos”, direção de Luiz Fernando Carvalho, e no primeiro capítulo da novela “Rock Story”, direção de Denis Carvalho e Maria de Medici.
Foi preparadora de elenco no filme “Você Não Serve”, de Helena Klang.
É professora no SESC Niterói e na Escola de Teatro Martins Penna.
Experiência teatral nos EUA e na França, onde foi professora assistente no Lycee Montgrand nas disciplinas Português, Teatro Iniciante e Danças Populares. Durante seis meses, em 2001, fez curso livre com Evelynne Barral, em Marselha.

SOBRE O DIRETOR

Luiz Antônio Rocha é diretor teatral, produtor e está entre os mais conceituados diretores de casting do mercado, segundo a revista Veja, sendo responsável por lançamentos de diversos artistas. Formado em Cinema pela Universidade Estácio de Sá, foi assistente de direção de Murilo Salles, Carlos Manga, João Daniel, Ricardo Waddington, Alexandre Avancini entre outros.

Dirigiu vários curtas e comerciais, destaque para o curta “Banheiro”, escolhido pelo público como Melhor Curta Voto Popular do Festival Mix Brasil da Diversidade Sexual. Foi membro do conselho da Michael Chekhov Brasil e em 2012, fez parte do júri oficial do International Emmy Awards realizado em Nova York.

Em teatro produziu os musicais infantis: “O Menino Maluquinho”, de Ziraldo; “Uma Aventura no Outro Mundo”, de Gilray Coutinho e “Um Peixe Fora d’Água”, de Sura Berditchevisky, ganhando o prêmio Mambembe de melhor produtor de teatro das cidades do RJ e SP. Dirigiu e produziu “Uma Loira na Lua”, uma homenagem a Lucille Ball, sucesso de público e crítica, considerado por Flávio Marinho no seu livro “Quem Tem Medo de Besteirol” como um dos reiventores do gênero; “Eu te Darei o Céu”, de Nanna de Castro.

Produziu, dirigiu, criou os cenários e figurinos do espetáculo “A História do Homem que Ouve Mozart e da Moça do Lado que Escuta o Homem”, de Francis Ivanovich, que participou das mostras oficiais dos Festivais de Curitiba e Porto Alegre de 2011. Escreveu e dirigiu “Frida Kahlo, a Deusa Tehuana”.

Atualmente tem ministrado oficinas de interpretação para estudantes de teatro por todo o Brasil.

FICHA TÉCNICA

Texto e atuação: Beth Zalcman e Simone Kalil
Direção: Luiz Antônio Rocha
Assistente de direção: Valéria Alencar
Cenário e adereços: Toninho Lôbo
Figurino: Claudia Goldbach
Iluminação cênica: Aurélio De Simoni
Preparação de elenco: Beth Zalcman
Direção de produção: Beth Zalcman, Simone Kalil e Luiz Antonio Rocha
Realização: Mabruk Produções, Espaço Cênico, Mimica em Trânsito   

SERVIÇO – ”Brimas”
Local: Teatro Folha
Temporada: 02 a 31 de agosto de 2017
Apresentações: quartas e quintas-feiras, 21h
Ingresso: R$ 30,00 (setor 2) e R$50,00 (setor 1)

Duração: 70 minutos
Classificação indicativa: 10 anos

*Valores referentes a ingressos inteiros. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site: www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 00h; sábado, das 12h às 00h; e domingo, das 12h às 19h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885, (11) 3101-8589, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, CSN, Privalia, Original Veículos, Wickbold, Owens, Teleperformance e Grupo Pro Security.

SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL

O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de quinze anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística de Isser Korik e direção comercial de Léo Steinbruch, programando espetáculos para temporada em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, A Pequena Sereia”, Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, Senhoras e Senhores”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “E o Vento Não Levou”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso...”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado...” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.

Claudio Marinho
Assessoria de Imprensa
Conteúdo Teatral -  Teatro Folha
Tel. (11) 3104-4885 | (11) 3101-8589 | 11 97628-9612